Páginas

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

FLORES

.

Há flores no sertão da minha alma
regadas ao orvalho de uma última paixão
e gota a gota respingada
ao sol que esquenta um outro dia.
Serve o cheiro, a cor e o desenho
aonde o encanto renasce lentamente
até ressecar assim que pode
e resiste a mais um bem me quer.

Num plantio que recomeço
Há sementes levemente corpulentas
Misturadas pelas mãos
Que balançam cheias
E recaem sobre o solo umedecido
Com vontade, cautela e merecimento.
06/08/2007

.

há sempre, ligeiros momentos de perturbação, mas é interessante ver como eles passam e como se põe pra fora quando assim permitimos.

[pra ouvir bell book and candle
http://www.youtube.com/watch?v=qz9IFnNDxnM]

BJOS

.

Um comentário:

Pessoa X disse...

quanto romantismo misturado com planta.