Páginas

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

À GRAMA



.

A cabeça parece estar ainda lá no chão, deitada com você numa grama que, verde, se esconde com a noite. Natural mesmo somente as luzes das estrelas que brilham pela eternidade afora banhando 6 bilhões de corações. O nosso é apenas mais um. Incontável como cada uma delas, como cada sílaba já pronunciada pelos lábios de quem admira não só aquele silêncio em apogeu, mas também pra esses que juntos fitam os olhos de alguém. É o que todo mundo já quis, estar deitado apaixonado numa grama fofa, culminando apenas a ponta do nariz, olhando o céu e as estrelas e as mãos que chegam pedindo um abraço afagado em carinho.

.

4 comentários:

Milena disse...

é...
entendi, rs...
a gente entende né...

Anônimo disse...

pwned!1!1um
pra mim logico

luanna disse...

um sonho de estar deitada apaixonada numa grama fofa num dia ensolarado debaixo de uma árvore e ainda ser beijada por um amor maior do mundo..!
eu disse..."sonho" !

heheh
um beijo mi corazonnnnnn

Pessoa X disse...

de fato é um sonho. na hora do almoço. deitar na grama.