Páginas

quarta-feira, 18 de março de 2009

POESIA DE AMOR, DESPEDIDA!

.

nunca disse o que eu queria
você se foi, um nublado dia
bateu em retirada para sempre
levou consigo um pouco de mim
deixou pra mim um pouco de você
décadas se foram juntamente
dias inteiros de uma vez
parecia mais doloroso do que era
era mais simples do que parecia
sinto falta do abraço, espaguete,
bronca, aprovação
não me esqueço da modéstia
tempos difícies, nada em vão
você tem meu mundo, meu caminhar
minha vida esculpida
na moldura da criação
sou seu filho, seu destino
preciso de mais 7 vidas
para vivê-la então...

amo desde já,
desde muito antes e
eternamente.

.

(um poema feito para uma grande amiga que perdeu um grande amor: sua mãe)

.

3 comentários:

kyzze disse...

A vida é... tristeza e alegria.
"Saudades de um tempo, ou alguém, que não volta mais"

Carol Freitas disse...

Que lindo isso!

Tathi Treuffar disse...

Lindo!
Uma vez eu li no "Fin del mundo"(Ushuaia), Algo mais ou menos assim: "Viver no amor de quem nos ama, não é morrer".